Governo exonera seis servidores do Dnit e do Ministério dos Transportes

19/07/2011 19:03
Pasta é alvo de denúncias de superfaturamento em obras públicas.
Segundo ministério, demissões fazem parte de 'ajustes' anunciados.

Seis funcionários que ocupavam cargos no Ministério dos Transportes e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) foram exonerados nesta terça-feira (19). Os servidores atuavam nas áreas de operações, administração e análise técnica. As demissões foram publicadas na edição desta terça do “Diário Oficial da União”.

Denúncias de superfaturamento e irregularidades em obras do Ministério dos Transportes levaram ao afastamento de funcionários da cúpula da pasta e de órgãos ligados e à demissão do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR). As suspeitas de irregularidades também foram responsáveis pelo afastamento do diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot. Ele está de férias, mas não deve voltar a comandar o órgão, conforme já afirmou o Palácio do Planalto.

A portaria assinada pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, oficializa a exoneração de Estevam Pedrosa do cargo de subsecretário de Assuntos Administrativos do ministério, de Darcy Humberto Michiles, que era secretário de Fomento para Ações de Transportes, e de José Osmar Monte Rocha, assessor da pasta com cargo temporário.

No Dnit, a saída de outros três dirigentes foi assinada pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. Foram demitidos o ex-coordenador-geral de Operações Rodoviárias do Dnit Luiz Claudio dos Santos Varejão, o ex- coordenador-geral de Administração do órgão Mauro Sérgio Almeida Fatureto e Maria das Graças Fernando, que coordenava a Comissão de Análise Técnica do departamento.

De acordo com o "Diário Oficial da União", dois servidores foram exonerados a pedido do próprio funcionário: Maria das Graças Fernando de Almeida e Darcy HUmberto Michiles.

De acordo com a assessoria do Ministério dos Transportes, as demissões fazem parte dos "ajustes" anunciados pelo ministro Paulo Sérgio Passos quando tomou posse.

"Fazer ajustes significa tomar todas as atitudes que sejam necessárias e isso envolve naturalmente troca de pessoas e modificações em processos", afirmou Passos no último dia 12 de julho, quando assumiu a pasta.

Darcy Humberto Michiles, que comandava a Secretaria de Fomento no Ministério dos Transportes, foi deputado federal pelo PR de São Paulo entre 2003 e 2007.

Débora Santos Do G1, em Brasília