Homens preferem afeto já as mulheres o sexo, segundo pesquisa

13/07/2011 19:39

 

Foto: Ilustração/Google

Foto: Ilustração/Google

Carinho na relação é mais importante para os homens do que para as mulheres. Pesquisa com mais de mil casais concluiu ainda que homens que têm muitas parceiras sexuais durante a vida são mais insatisfeitos

 

 

Indiana/EUA Ao contrário do que dita o senso comum, afeto e carinho em um relacionamento são mais importantes para os homens do que para as mulheres, concluiu um estudo feito na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos. Segundo os autores, a pesquisa é a primeira a buscar entender as questões referentes ao relacionamento e ao sexo em casais de longa data.

Mais de mil casais de cinco países diferentes [Alemanha, Brasil, Espanha, Estados Unidos e Japão] responderam a uma série de perguntas sobre a vida pessoal. Tendo entre 40 e 70 anos de idade, os participantes estavam casados ou morando juntos há pelo menos um ano. O questionário era diferente para cada gênero, e o casal não podia compartilhar as respostas entre si.

 

 

Foto: Ilustração/Google

Foto: Ilustração/Google

 

"Os homens tenderam a falar mais que estão felizes com o relacionamento, enquanto as mulheres atribuíam essa felicidade mais a questões sexuais", o que impressionou os pesquisadores. Ainda assim, eles concluíram que é mais frequente a felicidade nos homens quando estes estão saudáveis e quando suas parceiras têm orgasmo constantemente. Ter várias parceiras sexuais durante a vida também mostrou mais insatisfação sexual nos homens.

O que mais surpreendeu foi que beijos e abraços também prevêem felicidade em um relacionamento para os homens, mas não para as mulheres. Além disso, ambos os sexos afirmaram ficar mais felizes conforme o passar do tempo juntos. Já a satisfação sexual era mais frequente nos participantes que relatavam a existência de carinho entre os dois, bom desempenho na cama e sexo com mais frequência.

Em relação às nacionalidades, os participantes japoneses em geral demonstraram mais felicidade nos relacionamentos do que os americanos, que por sua vez pareceram mais felizes do que os brasileiros e espanhóis. Os japoneses homens também ganharam dos americanos no quesito satisfação sexual. Mas entre as mulheres, o Brasil ficou na frente dos Estados Unidos