“Enquanto você espera o trem, ele espera um rim”: ação incentiva doação de órgãos

“Enquanto você espera o trem, ele espera um rim”: ação incentiva doação de órgãos

Se você é daqueles que fica irritado por esperarna estação de trem, na fila do banco ou no farol –, a campanha da fundação alemã Fürs Leben*, que busca incentivar a doação de órgãos no país, cairá como uma luva para você. A entidade levou o jovem Michael Stapf, que espera há sete anos por um rim, para fazer hemodiálise em uma movimentada estação de trem de Frankfurt. O recado que eles queriam passar para aqueles que aguardavam o transporte público? “Alguns de nós está esperando por muito mais tempo. Por um doador de órgão”.

A ideia da iniciativa – que foi documentada em vídeo (assista abaixo!) – é sensibilizar os frequentadores da estação de trem para uma questão, ainda, muito ignorada pela população da Alemanha: a doação de órgãossobretudo daqueles que podem ser doados em vida, como rim, parte do fígado e medula óssea.

No país europeu, em média, três pessoas morrem todos os dias por conta da falta de doadores. Enquanto há 12 mil alemães precisando de algum órgão, apenas pouco mais de mil cidadãos se dispõem a doar. No Brasil, a situação não é diferente: dados do Ministério da Saúde apontam que há só 3,7 doadores por milhão de habitantes e milhares de pessoas aguardam, atualmente, na lista de espera para a doação de algum órgão.

Para mudar essa realidade, há apenas um caminho: a conscientização. Você acredita que a iniciativa da fundação Fürs Leben na estação de trem foi uma boa sacada?

 

 

 

 

 

Fonte:Débora Spitzcovsky