Acupuntura no tratamento do AVC (Acidente Vascular Cerebral)

Acupuntura no tratamento do AVC (Acidente Vascular Cerebral)

As seqüelas deixadas pelo AVC abre para os indivíduos acometidos, um caminho penoso, longo e muitas vezes limitante na recuperação de suas atividades normais.

Existe o acidente vascular cerebral isquêmico, que consiste na obstrução de um pequeno vaso cerebral, o acidente vascular hemorrágico, que consiste na ruptura de um vaso cerebral e existe ainda, o espasmo de um vaso cerebral que ocorre quando este se contrai temporariamente, este é o menos grave dos quadros e, geralmente é curado por completo.

Os sintomas e sua gravidade dependem da região cerebral afetada, do seu tamanho e da presteza do atendimento. O diagnóstico é feito através de um exame neurológico, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Os fatores de risco são a idade, hipertensão, diabetes, obesidade, fumo, sedentarismo, etc. Como podemos ver existem inúmeros fatores ligados ao acidente vascular cerebral na visão da medicina ocidental.

Na visão da Medicina tradicional Chinesa (medicina oriental), o acidente vascular cerebral enquadra-se na situação de “Golpe de Vento” que corresponde a quatro possíveis quadros na medicina ocidental: hemorragia cerebral, trombose cerebral, embolia cerebral e um espasmo de um vaso cerebral.

A patologia “Golpe de Vento” na medicina oriental é a causa de um desequilíbrio energético, que através de uma avaliação detalhada de um acupunturista é possível saber a causa e origem desse desequilíbrio, se é um desequilíbrio de Yin ou Yang, se é uma deficiência ou excesso de energia em um determinado órgão, ou um bloqueio energético. Fechando o diagnóstico é iniciado o tratamento através da acupuntura.

A acupuntura e a eletroacupuntura têm efeitos fisiológicos que, podem influenciar a plástica do cérebro e, assim, o processo de reabilitação. A acupuntura é mais um método e não o único que pode ser usado na recuperação das seqüelas do AVC e que se associado a outros métodos como a fisioterapia terá um efeito satisfatório.

A prevenção é sempre o mais importante, praticando atividade física, se alimentando bem, não fumar, tudo que já sabemos, mas não seguimos. Abaixo vou deixar um texto que infelizmente não sei o autor, mas é importante sabermos de alguns detalhes sobre o AVC...

AVC!!! Durante o churrasco, Inês caiu. Queriam chamar uma ambulância, mas ela insistiu que estava bem e que só tropeçara por causa dos sapatos novos. Ela estava um pouco pálida e tremia. Inês passou o resto da noite bem disposta e alegre. Mais tarde, o marido dela telefonou a informar que a mulher fora internada no hospital.

Às 23 horas falecera. Ela tinha tido um AVC durante o churrasco.

 

Se os outros soubessem reconhecer os sintomas do AVC, ela poderia ainda estar viva. Algumas pessoas não morrem logo, mas ficam durante muito tempo sujeito a apoios e numa situação de desespero. Só demora 1 minuto a ler o seguinte....

 

Um neurologista disse, se ele consegue chegar ao pé de um individuo que sofreu um AVC, ele pode eliminar as seqüelas de um AVC. Ele disse, o truque é diagnosticar e tratar a pessoa durante as primeiras 3 horas. Como reconhecer um AVC:

 

Há 4 passos que devem ser seguidos para reconhecer um AVC. - peça à pessoa para rir (ela não vai conseguir). - Peça à pessoa para dizer uma frase simples (por exemplo: hoje está um dia bonito). - Peça à pessoa para levantar os dois braços (não vai conseguir bem). - Peça à pessoa para mostrar a língua (se a língua estiver torta ou virar dum lado para o outro, é um sintoma). Se a pessoa tem alguns destes sintomas chamar imediatamente o médico, descrever os sintomas ao telefone.

Boa semana!!!

Drª Cristiane Lopes da Silva – fisioterapeuta especialista em acupuntura – criadora do programa X-tcsystem juntamente com personal Tatiana Pitta

Blog http://acupunture-se.blogspot.com