Alimentação X Equilíbrio Energético

Alimentação X Equilíbrio Energético

Na medicina tradicional chinesa, todo o ser vivo tem uma energia vital denominada “Chi”, e o equilíbrio entre as polaridades YIN (negativo) e YANG (positivo), essa energia tem influencia direta sobre nossa saúde. Se o organismo consegue compensar naturalmente um desequilíbrio, nada acontece. Quando esse mecanismo falha ocorre à doença.

Dentro da Medicina Tradicional Chinesa vários fatores podem alterar esse fluxo energético resultando em doenças:

Fatores internos – Emoções, sentimentos e pensamentos. O estresse, preocupação e fadiga mental também podem causar um desequilíbrio alterando a polaridade energética. Uma emoção intensa boa ou não causa um fator estressor. As emoções porem só causam um desequilíbrio para nossos órgãos internos se permanecem por um período muito longo, por exemplo, como uma depressão, períodos constantes de raiva, ansiedade, etc.

Fatores externos – Estão relacionados aos acontecimentos do dia-a-dia. O clima, o relacionamento com pessoas e com o meio em que vivemos. As bebidas alcoólicas, o cigarro, drogas em geral afetam o desequilíbrio energético. Dentre os fatores externos é importante ressaltar a alimentação.

Os Mestres Chineses dão muita importância à alimentação, para eles os alimentos também são dotados de energia vital e interagem com nossa própria energia. Os alimentos são um dos fatores mais importantes na conservação e manutenção da saúde.

De um modo geral recebemos essa energia Yin e Yang através da respiração (energia defensiva, ou Wei) e da alimentação (energia nutridora, ou Long). Quando respiramos mal ou nos alimentamos mal recebemos pouca energia defensiva e nutridora, ocorrendo esse desequilíbrio aparece a doença.

Somos o que comemos, uma vez que o alimento ingerido vai se transformar em nutrientes que incorporados ao sangue circularão por todo o organismo abastecendo todos os sistemas, transformando-se em tecidos e energia. Daí a importância do sistema alimentar na medicina tradicional chinesa, uma vez que permite a cada um alimentar-se seguindo sua natureza individual e única.

Fique atento ao que pode afetar sua energia, o homem através dos alimentos incorpora essas energias que são os propulsores da dinâmica do corpo. Os alimentos possuem duas características básicas: Os componentes químicos – proteína, carboidratos, sais minerais, vitaminas, etc. Os componentes energéticos – sabor, cor, densidade, variações sazonais... que constituem o aspecto energético dos alimentos.

Os chineses têm uma crença tradicional no valor medicinal dos alimentos e que os alimentos e os remédios têm a mesma origem. As pessoas em geral dão pouca atenção ao que comem, além de viverem o estresse do mundo competitivo. A vida moderna gera bloqueios energéticos (fontes de doenças), alimentações como “fast-food”, somados com estados emocionais negativos gera um importante fator de desequilíbrio abrindo portas para a doença.

                                  

A alimentação pode ser uma das formas de nos tornarmos conscientes desses fatores e de como abrandar seus efeitos. Se temos tendência à depressão devemos evitar o consumo exagerado de doces. Se somos “pavio curto” devemos dar mais atenção ao fígado evitando alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas. Alimentos picantes como pimenta, noz moscada, gengibre são alimentos predominantemente Yang e devem ser consumidos com moderação por pessoas agitadas. Não adianta comer alimentos só Yin ou Yang, o ideal é fazermos um equilíbrio entre as cinco cores (vermelho, amarelo, branco, preto e verde) e com os cinco sabores (doce, amargo, picante, salgado e doce). Os alimentos possuem as cores e os saberes para satisfazer o homem, o fato de gostar ou não de cores ou sabores está ligado à necessidade de cada órgão. Cada pessoa tem uma constituição e energética uns são mais Yin outros mais Yang, o importante é procurar ter uma alimentação saudável. Através de uma avaliação feita por um profissional acupunturista é possível saber seu tipo energético e orientá-lo no caso de haver um desequilíbrio.

Se quiser saber um pouco mais sobre acupuntura e saúde visite meu blog http://acupunture-se.blogspot.com

Drª Cristiane Lopes da Silva fisioterapeuta especialista em neuropediatria, acupuntura e pilates. Criadora do programa X-TCSYSTEM Rehabilitation.