ALONGAMENTO OU FLEXIONAMENTO?

ALONGAMENTO OU FLEXIONAMENTO?

 

A RESPOSTA PARA ESSA PERGUNTA VAI DEPENDER DO OBJETIVO QUE  DE CADA UM PROJETOU PARA O  CORPO...

Todos já ouviram falar em alongamento certo? Porém se o objetivo é ganhar mais amplitude nos movimentos e deixar o corpo mais flexível, apenas alongar-se não será a opção correta. Assim como em todo treinamento, para cada objetivo existe uma estratégia específica, cabe ao treinador (professor) direcionar corretamente seus clientes para que o melhor resultado apareça sem que prejudiquem sua saúde. Essa importante dica também vale  para as pessoas que não tem um profissional para os acompanhar de perto; Nesse caso o melhor é ficar por dentro do assunto para não errar na hora de planejar o treino.

Existe uma diferença entre alongamento e flexionamento; O alongamento é a técnica utilizada para  manutenção dos níveis de flexibilidade obtidos ou já existentes no corpo.Ele pode ser utilizado como aquecimento ou após atividades físicas para evitar que os músculos fiquem tensos e contraídos formando uma espécie de nódulos que geralmente tem em seu conteúdo  resíduos de substâncias como o acido lático que são a causa das dores musculares.O alongamento não força a articulação e por isso não apresentam  risco de distensão muscular, porém lembre-se que nessa atividade não há aumento da mobilidade articular, apenas a manutenção e “soltura” (relaxamento) das fibras musculares.

O treino de flexionamento visa aumentar a amplitude articular e melhora dos resultados de flexibilidade. Nesse tipo de treino a articulação é levada ao limite máximo o que causa risco de distensão ou estiramento muscular. Devido a essas características o aconselhável é realizar esse treino em conjunto com um profissional para evitar danos a saúde. Assim como no alongamento os exercícios auxiliam a não formação dos nódulos musculares, porém eles não devem ser utilizados como aquecimento e nem após a musculação.

 

AS DIFERENÇAS ENTRE ELES ESTÃO NAS FASES ELÁSTICA E PLÁSTICA.

É importante relembrar a diferença entre alongamento e flexionamento; O alongamento é um procedimento natural, quase instintivo, que dura alguns segundos e prepara a musculatura para qualquer atividade, é o que naturalmente fazemos ao acordar ou quando espreguiçamos, esse estimulo aquece nossos músculos com o aumento da circulação sanguínea e respostas nervosas,  ele pode e deve  ser feito por qualquer pessoa. No entanto, se uma pessoa tem como objetivo ganhar mais flexibilidade, ela necessita de um trabalho mais intenso e de maior duração, que é o flexionamento.Já nesse caso o melhor conselho é procurar profissionais como treinadores físicos ou fisioterapeutas,como também aulas de Yoga ou Pilates onde os instrutores  são capacitados especificamente nessas áreas ( educação física  e fisioterapia.).

Existem dois estímulos com respostas diferentes que determinam o tipo de treino;    

Se alongarmos um músculo, ou grupo muscular, sem forçar demais sua amplitude de movimento,  caracterizamos um alongamento.

 Quando esse tipo suave de afastamento entre os músculos e sua inserção de origem e fibras musculares é mantido por pouco tempo temos o que determinamos de fase elástica muscular, ou seja, quando relaxada à postura essas mesmas fibras voltam a sua posição e comprimento normais. Sendo assim, por ter uma resposta muscular elástica o alongamento é elástico, as fibras musculares vão e voltam na mesma posição e não ganham amplitude, apenas ficam mais relaxadas e com melhor fluxo sanguíneo e de oxigênio. 

Porém quando a amplitude muscular e o tempo de permanência na postura aumentam, geramos na fibra muscular uma deformidade que pode ser positiva ou negativa. Positivamente essa deformidade chama-se fase plástica, onde a fibra muscular ganha novo formato alongado, perdendo por pouco tempo sua capacidade contrátil.Essa deformidade quando realizada no tempo certo beneficia o músculo com maior amplitude e os ganhos em flexibilidade são perfeitos e significativos.Porém se essa deformidade ocorrer de maneira errada ela causa na fibra muscular micro lesões que serão “calcificadas” e fará com que o músculo perca ainda mais o alongamento e flexibilidade, sem contar nos riscos de estiramento e distensão muscular.

OCASIOES EM QUE DEVEMOS EVITAR EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO.

Alongamento é ótimo e nosso corpo agradece, porém existem alguns fatores em que o corpo necessita recuperação e devemos respeitar para que ele se recupere e não cause mais danos:

 Evite se alongar quando:

Houver evidência de um processo inflamatório agudo ou infeccioso.

Um bloqueio ósseo limitar a amplitude articular, deve-se evitar o aumento da    flexibilidade.

Após uma fratura recente.

Tenha uma ótima e movimentada semana!                                           

Tatiana Pitta Gabriel.

Personal Trainer, criadora do método de treinamento X TRAINING

Studio X TRAINING: Rua Alfredo Pujol,712, Santana Zn São Paulo WWW.x-tcsystem.com

                                  Para mais dicas de saúde visite o blog  http://blogtatifitilantes.blogspot.com