Tudo Sobre Anabolizantes

Tudo Sobre Anabolizantes

Dinheiro, sucesso, carrões, mulheres bonitas... Tudo isso lembra bem as belas imagens que víamos na televisão associadas às propagandas de cigarro. Com os esteróides anabolizantes acontece o mesmo. Para iludir, principalmente os jovens ansiosos em adquirir os músculos poderosos, as propagandas, tipicamente americanas, vêm embutidas no rótulo da saúde, muitas vezes vinculados à imagem de artistas "fortões" e famosos.

O alvo, são as academias de musculação onde estão, pela lógica, os adeptos à hipertrofia muscular.  Os anabolizantes são medicamentos à base de hormônio masculino testosterona com as características anabólicas (crescimento) e adrogênicas (caracteres sexuais masculino). As finalidades são terapêuticas nos casos de tratamento de doenças como anemia, alguns tipos de câncer, casos de reposição hormonal, atrofias musculares causadas por certos tipos de doenças ou acidentes traumáticos.  Sem dúvida nenhuma os anabolizantes produzem o efeito desejado aos simpatizantes da hipertrofia muscular e força física. O esporte está cheio de casos de vitórias ilícitas ligadas a esses medicamentos. Infelizmente a gente só acaba sabendo dos males quando alguém muito famoso morre como foi o caso da velocista americana Florence Grift Joyner falecida com menos de 40 anos, fato incomum tratando-se de atleta, principalmente do sexo feminino que teve uma carreira meteórica nas pistas. Ou então, quando algum ex-atleta bota a "boca no trombone" em entrevistas à revistas ou jornais sensacionalistas. A gente fica sabendo também quando algum ex-usuário, depois de ter comido "o pão que o diabo amassou" com os efeitos colaterais convivendo inclusive com o câncer conseguindo escapar, resolve entrar na luta contra o uso de drogas no esporte divulgando o seu próprio caso.  Esse outro lado negro da moeda ainda é muito pouco estudado pela ciência, por razões éticas. Não dá para fazer experiência dessa ordem com pessoas.

O que existe de concreto, além dos citados acima, são pesquisas feitas através de questionários respondidos por voluntários como o publicado no Internacional Journal of Sports Medicine, em 1992. Nas academias do Reino Unido 1667 pessoas responderam ao questionário. Entre os homens interrogados 9,1% usavam drogas anabolizantes contra 2,3% entre as mulheres. As doses chegaram a 34 vezes mais que as terapêuticas e apenas 28% eram atletas de competição. Há quem justifique que paradas temporárias não faz mal. Pois bem. O sistema de ciclos interrompidos foi utilizado por 88% dos usuários e mesmo assim 77% relataram efeitos colaterais do tipo atrofia dos testículos em 56% dos casos, ginecomastia (crescimento das mamas no homem) em 52%, dificuldade para dormir em 37%, hipertensão arterial em 36%, lesões tendinosas em 26%, sangramento nasal em 22% e resfriados freqüentes em 16%... É pouco?  Nas mulheres os relatos foram irregularidades menstruais, hipertrofia do clitóris, diminuição das mamas, engrossamento da voz, acne, queda de cabelos no couro cabeludo e crescimento de pelos masculinos no corpo... É pouco? As pessoas que resolveram parar, relataram tonturas, fraqueza, perda da libido e dores articulares, reações que acabam levando à dependência .É pouco? 
Mesmo os que usaram apenas oito semanas os efeitos foram os mesmos. Cá entre nós. Se o homem faz musculação visando mais saúde e uma aparência mais bonita para também, atrair o sexo oposto, pra que usar anabolizante sabendo que na hora "agá" pode falhar? Me parece uma grande burrice...  A musculação bem orientada por profissionais sérios, que usam os métodos e ciclos de treinamentos inteligentes fundamentados na ciência, produz resultados impressionantes... e sem as malditas drogas. De qualquer forma cabe aos profissionais informar os "supostos" benefícios e principalmente os riscos. Influenciar ao uso dos anabolizantes é brincar com a vida das pessoas e por tabela destruir toda uma classe profissional e estabelecimentos cuja função social é zelar pelo estilo de vida saudável. Portanto, a você aluno interessado em obter um corpo bonito e saúde de verdade, procure uma academia e ou profissionais habilitados pelo Conselho Federal de Educação Física cujas propostas são sérias e, a longo prazo. O bom profissional vai prepará-lo, não para esse verão, mas para o próximo. Desconfie de pessoas oferecendo resultados rápidos. Normalmente se apresentam bem "maquiadas", bem falantes, parecendo gente de bem e bem sucedidas. Diga não às drogas... nas academias, nos clubes, condomínios ou qualquer praça esportiva. As Olimpíadas vem aí e mais uma vez vamos assistir muitos bons exemplos de superação e também maus exemplos de trapaça nas mais diversas camuflagens e influências de poder... Há quem diga que Bem Johnson, em Seul 1988 foi injustiçado ao ser banido do esporte por uso anabolizante. Realmente foi. Por representar uma ameaça ao reinado americano pagou o pato sozinho

 

 

TIPOS DE ANABOLIZANTES

 

Pense bem antes de fazer uso destas substâncias!!!
Consulte um endocrinologista.

 

 

 

 

DESCRIÇÃO

ANABOL

Com o nome de Dianabol esta droga foi inicialmente produzida nos EUA , porem a produção parou há muitos anos, de forma que, se você encontra-la com este nome muito provavelmente é falsificada ou vencida há muitos anos, porem a mesma droga é encontrada com os seguintes nomes: Anabol produzido na Tailândia; Metandionona-5 da Finlândia; Andoredan e Encephan no Japão; Metanabol na Polônia; Nerobol na Hungria; Pronabol-5 na Índia; Stenolon na Republica Checa e Naposim na Romênia. Este foi um dos esteróides orais mais populares, principalmente entre aqueles que não são muito chegado ao desconforto de injeções. Esta droga, em doses adequadas, mostra ser bastante androgênica, causando significativos ganhos em força e volume muscular em questão de algumas semanas de uso. A maior parte do ganho em força, deve-se ao potencial de retenção hídrica causado por este esteróide o que o torna muito válido enquanto estiver em fase de aumento de massa muscular, mas indesejável em fase pré-competição (definição). Para homens a combinação de metandrostenolona e Deca-Durabolin por semana, normalmente causa drásticos aumentos de força e massa muscular, sendo uma das séries mais eficientes e seguras que se pode fazer. Apresentação: Usualmente comprimidos de 5mg em embalagens diferentes, dependendo do laboratório. Anabol é vendido em embalagem plástica contendo mil comprimidos. Pronabol-5 em caixa rosa contendo 50 comprimidos. A produção de Pronabol-5 foi interrompida, mas ainda podem se encontrada em diversos lugares na Europa.

 

anabol

ANAVAR

Esta droga, também encontrada no Brasil, foi tida pela mídia americana como um excelente esteróide por não ser alquelado. O Androxon é absorvido pelo intestino não passando pelo fígado, de forma que não representa risco de toxidade para o mesmo como demais drogas orais. Como desvantagem, a base contida no esteróide tem um curto período de vida da corrente sangüínea, de forma que deve ser ingerido mais constantemente para manter uma dose estável no sangue. Outra suposta propriedade desta droga é que ela não promove a interrupção da produção natural de testosterona e não aromatiza(nao provoca ginecomastia). Apesar de todas estas maravilhas é uma pena que o Androxon não tenha boa reputação na área dos culturistas por não ocasionar nenhum ganho de força ou de massa muscular segundo depoimento de quem já utilizou até duas vezes acima da dose máxima recomendada.

Apresentação: Cápsula marrom de 40g em caixas contendo 60 unidades. É produzido no Brasil pela Organon.

DECA-DURABOLIN

É a droga que mais ouço falar dentro das academias. Sua fama deve-se ao fato de ser muito comentada (na forma de Nandrolona)em época de olimpíada, devido aos dopings. A Deca em sua forma original é moderadamente androgênica com boas propriedades anabólicas, sendo utilizada para ganho de massa muscular e pré-competição, porém, alguns atletas tendem a reter muito líquido com esta droga.E produzida em outros países com uma formula um pouco diferente. É conhecida também como Nandrolona(seu princípio ativo). A Deca é muito usada como uma droga de base para todo o ciclo de esteróide (desde que fora de temporada) por evitar inflamações e dores articulares que podem ocorrer devido a realização de treinamento pesado. A diferença da Deca produzida no Brasil é que esta vem com a concentração de 25mg/ml ou 50mg/ml, enquanto no exterior existe concentração de 100mg/ml. Apresentação: Ampolas de 25 ou 50mg/ml. É produzido no Brasil pela Organon.
DECA

DURATESTON

Este esteróide injetável é a combinação de 4 compostos de testosterona. A idéia de misturar estes diferentes ésteres é obter uma ação imediata após a aplicação e mantê-la por um longo período. O propionato de testosterona tem uma ação imediata, mas de curto período; o fenilpropionato e o isocaproato têm um inicio de ação mais lento, porém de maior duração. Esta droga mostra excelentes resultados em aumento de força e ganho de peso e não parece promover retenção hídrica como a maioria dos esteróides altamente androgênicos, mas mesmo assim só é utilizada fora de temporada. Outra vantagem observada pelos usuários é que se pode utilizar esta droga por maior período de tempo pelo fato de não causar maciço fechamento dos citos receptores como acontece com muitos esteróides. Mulheres não devem utilizá-la. Na Europa o laboratório Organon produz o mesmo medicamento com o nome de Sustanon.

Apresentação: Ampola de 250mg/ml. Produzido no Brasil pela Organon.

DEPOSTERON

É conhecida também como Testex (produção européia). Esta droga injetável é conhecida por promover rápido ganho de força e volume muscular. É altamente androgênica e com boas propriedades anabólicas. Como a maior parte das testosteronas, esta droga tende a aromatizar facilmente, sendo provavelmente a maior responsável pelas ginecomastias entre culturistas. Por reter muita água, pode causar acentuada elevação na pressão arterial em alguns usuários. É utilizada fora de temporada, quando o objetivo é ganhar peso. O Deposteron também tem a fama de atrofiar os testículos mais rapidamente do que qualquer outra droga do mercado, além de ocasionar perdas vertiginosas de força e volume muscular tão logo a droga seja descontinuada. Encontra-se como recomendação o acompanhamento com Nolvadex durante a administração da droga.

Apresentação: Caixa com uma ampola de 200mg/ml. É produzido pela Novaquimica do Brasil.

PARABOLAN

Este esteróide de ótima reputação só era produzido na França. Faz alguns anos que sua fabricação foi interrompida, mas em 1996 o laboratório Negma voltou a fabricá-lo na Bélgica. É um injetável derivado da 19-nortestosterona a mesma derivação da Deca-Durabolin; por isso ambas as drogas tem efeitos similares. Usado em dosagens adequadas é uma das drogas favoritas para fase pré-competição, tendo em vista que o efeito androgênico do Parabolan promove excelente efeito cosmético, ou seja, vascularização e alta densidade muscular sem retenção hídrica aparente. Superdosagem tende a aromatizar como a maioria dos esteróides. O Parabolan também é utilizado com sucesso em fase de aumento de volume muscular, normalmente é administrado com outro esteróide altamente androgênico. Quando administrado sozinho, não se verifica o uso de Nolvadex em paralelo. Isto só se apresenta, quando a administração for realizado junto com outro esteróide androgênico que retenha muita água, tal como Anabol e Hemogenin. Apresentação: Caixa com uma ampola de 76mg/1.5ml. É produzido pela Negma.
PARABOLAN

PROVIRON

PRIMOBOLAN

Este esteróide produzido pela SCHERING na Europa, poderia vir na forma oral e injetável. Eram os famosos comprimidos de 50mg, mas a sua produção foi descontinuada em 1993, só restando o de concentração de 25mg, e a forma injetável "Depot", com 100mg/ml. O Primobolan é atualmente o favorito para pré-competição por produzir densidade muscular em dieta para perda de gordura e liquido subcutâneo. A maior parte dos atletas preferem a versão injetável por ter que ser administrada apenas uma vez por semana, porem alguns preferem a versão oral para os dias que antecedem a competição. O Primobolan também é o esteróide favorito entre as atletas do sexo feminino. Apresentação: Comprimidos (Caixa com 50 comprimidos de 25mg). Depot (caixa com uma ampola de 100mg/ml). Produzidos pela Schering da Europa.
PRIMOBOLAN

EQUIPOISE

HEMOGENIN

WINSTROL

É uma das mais famosas funtamente com a deca, tem bastante repercusão na mídia e dentro das academias. Este esteróide pode vir na versão oral e injetável em diluente aquoso. Winstrol é um esteróide pouco androgênico e moderadamente anabólico, não promovendo aromatização nem retenção hídrica significativa, porem em alta dosagem pode ser toxico ao fígado principalmente o oral. O Winstrol é bastante controvertido no mundo do culturismo. Enquanto algumas pessoas experimentam ganhos de força e volume, outras afirmam que comprar Winstrol é perda de tempo e dinheiro. Talvez só algumas pessoas tenham os receptores específicos para este componente químico. De qualquer forma, o Winstrol só se verifica a utilização em fase de definição quando se busca densidade sem correr o risco de acumular liquido subcutâneo. É administrado com o Parabolan ou o Primobolan. Apresentação: Caixa com 30 comprimidos cor de rosa de 2mg cada e caixa com 3 ampolas de 50mg/ml cada.
WINSTROL

TESTOVIRON

GH

Este é um dos medicamentos mais comentados nos círculos de culturistas, porém ao alcance de poucos. Devido à dificuldade de obtenção, pelo preço (é a droga mais cara que um culturista pode comprar), pelas condições especiais de armazenagem de alguns deles. Mais especificamente o r-hGH (somatrofina) é um produto obtido por engenharia genética, sendo idêntico ao hormônio produzido originalmente pela hipófise humana. Inicialmente este hormônio era retirado diretamente de cadáveres humanos, mas problemas sérios de contaminação ocorreram. Ao GH retirado de cadáveres (Hormônio de Crescimento Humano) foi relacionado o desenvolvimento de uma doença cerebral rara e fatal, a doença de CreutzfeldJakob. Isso estimulou a criação de um hormônio sintético, sendo que o Hormônio de Crescimento Humano não se encontra mais no mercado. Apresentação: Ampola com solvente estéril e ampola com sais liofilizados contendo 4UI cada. É produzido com o nome de Saizen pela Serono do Brasil. O laboratório Lilly também produz o GH com o nome de Humatrope em diversos países na Europa. A Genentech produz o Protropin nos Estados Unidos.
GH

LAURABOLIN

Laurabolin é um esteróide veterinário injetável contendo a droga "Laurato de Nandrolona". Seu ciclo produz alta força ao usuário. Este anabolizante é basicamente o Deca, porém com uma atividade mais longa, ficando ativo por mais de 1 mês no organismo. Atletas de qualquer modo injetam a droga semanalmente basicamente. O anabolizante produz um efeito anabólico bem forte, com efeitos androgênicos respectivamente baixo. Apesar de muitas mulheres usarem a Nandrolona, Laurabolin é melhor ser evitado. os efeitos androgênicos podem aparecer nas mulheres, por este ser um anabolizante de longo efeito. Durabolin pode ser uma melhor escolha. para homens, doses de 200-400mg por semana são ideais. O produto vem em apola de 50mg por ml. Um anabolizante ideal para ciclos de ganho muscular, mas é bom não exagerar, pois na prática quando se para de usar e de malhar a tendência é um queda na consistência muscular.

 

 

Fonte: wmaacademia.hdfree