Beleza do jogador influencia seu desempenho no campo

Beleza do jogador influencia seu desempenho no campo

No quesito beleza, a gente já contou por aqui que pessoas bonitas são mais inteligentes e mais malvadas e que, apesar disso, cometem menos crimes. Também já mostrou que professores bonitos ganham mais dinheiro, que os políticos bonitos têm vantagem nas eleições, que as mulheres bonitas emburrecem os homens e que, pra elas, é mais difícil arrumar emprego. Já falamos até que gente bonita é mais querida pelas galinhas.

Parte disso segue uma lógica bem clara: a beleza realmente abre portas. Mas, de alguma forma, parece que também exerce influência sobre o desempenho.

Um grupo de pesquisadores das universidades de Bristol (Reino Unido) e Groningen (Holanda) colocou 60 mulheres — que, eles destacam, não entendiam nada do esporte — para dar notas de 1 a 10 à aparência de cerca de 90 jogadores profissionais de futebol americano. Depois, eles compararam as avaliações femininas à pontuação oficial de cada um.

E no que deu? Os jogadores que foram classificados como mais bonitos pelas voluntárias eram também os que tinham melhores resultados em campo.

Os cientistas jogam a hipótese de que como o porte atlético, assim como a beleza física, é uma característica desejável em um parceiro, a seleção natural garante que pessoas com esses traços se relacionem e se reproduzam mais, garantindo ambos os “talentos” na prole.

Que beleza, né?

Crédito da foto: flickr.com/virtualsugar

 

Fonte:Thiago Perin