Correr de costas queima três vezes mais calorias

Correr de costas queima três vezes mais calorias

Exercício pouco comum é levado a sério na Inglaterra. No último domingo, Manchester recebeu a 3ª Corrida de Costas do Reino Unido

 

Nós já falamos aqui como o hábito de falar sozinho pode ser bom para você. Bem, nossa intenção não é fazer você parecer um maluco, mas, aparentemente, outro hábito bem pouco comum também faz muito bem para a saúde: andar para trás. Não é brincadeira. Na Inglaterra a prática é levada bem a sério e conta com um circuito próprio de corridas.

No último domingo, dia 27 de maio, aconteceu a 3ª UK Backward Run (3ª Corrida de Costas do Reino Unido), no Heaton Park, em Manchester. 152 pessoas participaram da prova, que tem um percurso de 1 milha (cerca de 1,6 quilômetros). As premiações são divididas em três grupos: homens, mulheres e veteranos (a partir de 40 anos). Na edição desse ano, Garret Doherty, um irlandês de 33 anos, terminou a corrida em 6 minutos e 57 segundos, recorde absoluto da Corrida de Costas.

A prova é organizada pela Reverse Running (“Correndo Ao Contrário”). De acordo com o site da associação, a corrida de costas queima três vezes mais calorias que a tradicional (por causa da quantidade de músculos exigidos para conseguir correr assim). Outro benefício é ligado ao impacto na sola do pé durante o exercício. Na corrida normal, primeiro encostamos o calcanhar no solo, para depois encostar os dedos. Já na versão ao contrário, a frente do pé toca o chão primeiro, fazendo com que nosso joelho e outras articulações sofram menos.

Evidente que, apesar das vantagens, é perigoso correr sem saber aonde você está pisando. Por isso, os praticantes mais experientes recomendam que, pelo menos no começo, você busque a companhia de um adepto da corrida convencional para te alertar sobre possíveis obstáculos. Confira algumas cenas da corrida no vídeo abaixo:  

 

 

 

 

 

Fonte: Galileu