Democracia fashion?

Democracia fashion?

Polêmica sobre a questão da cópia no mundo da moda chega ao congresso dos EUA

Se tem uma polêmica que parece não dar sinais de descanso no mundo fashion, esta é a velha luta entre elitismo e democracia. E nos últimos dias a questão tomou rumos mais expressivos. O blog On the Runway, da editora de moda Cathy Horyn, publicou recentemente uma matéria sobre a questão da cópia na indústria da moda nos EUA. Para inibir esse comportamento, um parlamentar republicano introduziu uma legislação que garante direitos autorais aos estilistas. E logo em seguida, a dupla Jack McCollough e Lazaro Hernandez, da Proenza Schouler, foi a Washington defender seu caso no Congresso. A loja Target, entre outros grandes magazines, copiaram modelos da bolsa PS1 da marca. O preço? US$ 34!

Essa é uma luta encabeçada pelo CFDA (Council of Fashion Designers of America) há cinco anos, mas somente agora é que há uma chance concreta de virar lei. Mesmo porque é uma discussão muito complicada e delicada. Para evitar que processos bobos começassem a aparecer, com estilistas brigando por quem teve tal ideia primeiro, os profissionais da indústria concordaram em especificar melhor as definições de acusação de plágio, entre elas, poder provar que a cópia é “substancialmente idêntica” ao original, mais do que “substancialmente similar”. E eles ainda teriam que provar que suas criações são realmente originais e que o acusado tem conhecimento sobre o seu trabalho. Similaridades em cores e moldes não irão contar. “Apenas um número pequeno de itens será de fato protegido”, disse ao blog Steven Kolb, diretor executivo do CFDA.

De qualquer forma, se entrar em vigor, a lei será uma vitória a muitos estilistas, especialmente aqueles que chegam a sofrer economicamente, mas têm seu trabalho copiado no mundo inteiro. Bolsas que imitam o modelo PS1, da Proenza Schouler, apareceram por aí, inclusive na loja Target, para quem os estilistas até já criaram uma linha mais barata.

“Nós gastamos mais de US$ 3 milhões para criar e produzir cada uma das nossas quatro últimas coleções. Nossa possibilidade de lucrar deste investimento é totalmente prejudicada quando nossas ideias estão em outras lojas antes mesmo que a gente tenha tempo de produzir as peças”, diz Hernandez. “Nós sabemos que a maior parte do que é feito não será protegido. Mas nos casos em que nós e outros estilistas criamos algo novo, nós deveríamos poder nos beneficiar dessas ideias. Ter nossa criatividade roubada diminui o valor e a identidade do que a gente lutou tanto para construir”, explica.
Toda a discussão pode mudar os rumos de como muita coisa acontece hoje na moda.

O corpo

Burberry Body, a nova fragrância feminina da Burberry, chega ao mercado mundial em 1 de setembro e tem Rosie Huntington-Whiteley como garota propaganda. Rosie, que já participou de outras campanhas da grife, é Angel da Victoria’s Secret e atualmente pode ser vista nos cinemas em Transformers 3. Ela posou para Mario Testino usando apenas um trench-coat.

Nova equipe

A carioca Maria Bonita Extra anunciou na última segunda-feira (18.07) mudanças em seu time criativo: sai Ana Magalhães, que assumiu o estilo da marca em 2007 com a saída de Andrea Marques e entra Katia Wille, da Zigfreda. A partir de agora, a grife pretende trabalhar de forma coletiva. “O objetivo é dar uma alavancada na marca com o trabalho em equipe”, explica Alexandre Aquino, um dos sócios da marca.

Novo rumo

Depois de doar milhares de itens de seu acervo para museus de design pelo mundo, o ex-estilista Helmut Lang picotou seis mil peças com sua assinatura para usar em uma série de esculturas. São obras que vão do chão até o teto, feitas de pedaços de tecido, pele, penas, couro, plástico e metal de mais de 25 anos de coleções de moda. Haverá uma exposição em Nova York na qual será possível ver o novo formato do que antes era roupa. O diretor da mostra, Neville Wakefield, afirmou que as esculturas “apagam o passado e exaltam a característica transitória de nossos esforços criativos”.

Color Blocking Culture

O Bistrô MAC promove a tarde Colour Block Culture, dia 27, unindo gastronomia e moda. No evento a estilista e empresária Karen Bon fará uma palestra sobre as tendências do verão 2011/12. Na ocasião o Bistrô vai lançar o menu colour block, com sandwiches, saladas, doces e bebidas, inspirado nas cores da estação mais alegre do ano. Após a palestra será oferecido às participantes um brinde de espumante rosé, que fará parte do menu colour block da tarde. Serão sorteados vouchers de descontos no Bistrô, cesta com delícias, tratamentos de beleza e massagens, entre outros mimos.

Estilista

Segundo a revista “Grazia”, o rapper Kanye West está trabalhando em uma coleção feminina para apresentar na semana de moda de Nova York, em setembro. Os boatos dizem que ele contratou a estilista britânica Louise Goldin para supervisionar o design e estaria fazendo aulas particulares com Louise Wilson, diretora da Central Saint Martins.

Fonte: OFluminese