Falar sozinho é bom

Falar sozinho é bom

Não é maluquice: repetir palavras em voz alta faz você funcionar melhor e mais rápido

 

Não tem jeito. Quando você anda na rua e vê alguém falando sozinho, é inevitável aquele pensamento maldoso – e silencioso – passar pela cabeça: “Nossa, certeza que é maluco!”. Bem, parece que esse paradigma, tão bem incrustado em nosso subconsciente, terá de ser revisto.

Para os professores Gary Lupyan e Daniel Swignley, dizer uma palavra em voz alta, ou dar “pistas verbais” ao seu cérebro, faz com que ele trabalhe mais rápido.

O experimento realizado pela dupla funcionou da seguinte maneira: eles mostraram várias imagens, com um objeto em cada, e pediram para os 20 voluntários acharem qual delas era a da banana. Metade foi instruída a repetir em voz alta a palavra “banana”, enquanto a outra metade deveria ficar de bico fechado. Os malucos que não paravam de gritar foram mais rápido que os silenciosos.
Evidente que essa prática só faz sentido se a palavra dita em voz alta tiver relação direta com o problema a ser resolvido. Caso contrário, só atrapalha e, além de parecer doido, seu raciocínio ficará lento.

A pesquisa também conclui que, quanto maior a familiaridade que você tem com a palavra, mais útil será o ato de repetí-la em voz alta. Portanto, se algum dia a palavra “molibdênio” for essencial para a resolução de um problema em sua vida, o dicionário – ou o Google – ainda são mais recomendados.

 

 

 

Fonte: Galileu