Imigração de mexicanos para os EUA sofre reversão histórica

Imigração de mexicanos para os EUA sofre reversão histórica

É a primeira vez, desde 1929, que há mais mexicanos saindo do que entrando nos Estados Unidos

 

Pela primeira vez desde a Grande Depressão, em 1929, o número de mexicanos entrando nos EUA é menor que aqueles que estão abandonando a terra do Tio Sam. De acordo com o relatório do Pew Hispanic Center, estamos presenciando o fim do maior fluxo migratório da História de um único país para os EUA.

Pelo menos 12 milhões de mexicanos cruzaram a fronteira nas últimas décadas. Acredita-se que mais da metade tenha sido de forma ilegal. As razões que contribuíram para o fato histórico são muitas, a começar pelo crescente perigo inerente à travessia de uma fronteira tão vigiada.

A decadência do setor de construção de casas é outro fator emblemático. Tradicionalmente ocupado por mexicanos, esse emprego foi minado pela bolha imobiliária que assola os EUA desde 2007. A diminuição da taxa de natalidade no México e o desenvolvimento econômico do país são outros pontos cruciais para entender o motivo dos mexicanos voltarem à sua terra Natal.

A notícia deve repercutir muito nos EUA, já que, na eleição presidencial desse ano, os latinos estão no centro do debate entre os candidatos. 

 

 

 

Fonte: Galileu