Quedas na Terceira Idade

Quedas na Terceira Idade

Na terceira idade os acidentes são freqüentes e tendem a ter conseqüências sérias. A principal causa de acidentes na terceira idade são as quedas, e suas principais conseqüências são as fraturas.

Não é apenas na rua que os idosos enfrentam desníveis no solo e outros obstáculos que resultam em quedas e como conseqüência fraturas. Muitas vezes os riscos estão dentro da própria casa, nem sempre adequadas para atender as necessidades desses moradores especiais.

Nessa fase da vida são tantos os problemas para locomoção, além de dificuldade dos sentidos, como a visão, maior instabilidade na postura e uma marcha mais lenta que favorecem a queda. Outro fator é a síncope (sensação de forte tontura seguida de rápida perda de consciência) pode ser devido a doenças como problemas de pressão arterial, arritmias cardíacas, insuficiência vascular cerebral por estado febril, uma gripe e até mesmo pelo uso de remédios, são fatores importantes que devemos observar para evitar as quedas.

Alguns idosos desenvolvem a chamada síndrome pós-queda, quadro clinico caracterizado por um pavor descontrolado de andar novamente, mesmo sem apresentar problemas de locomoção.

Fatores de risco relacionados às quedas de idosos:

  • Fatores intrínsecos – problemas relacionados à saúde do idoso, uso inadequado de muitos medicamentos, problemas visuais, doenças relacionadas ao equilíbrio e coordenação, doenças ortopédicas, etc;
  • Fatores extrínsecos – pode ser modificado no ambiente ou nos hábitos dos idosos como andar com causados com salto alto, tapetes escorregadios, usar sola escorregadia nos sapatos, chão encerado, escadas sem corrimão, camas e cadeiras muito altas ou muito baixas, etc;
  • Sedentarismo é um fator que também deve ser destacado.

 

Algumas dicas para prevenir acidentes e quedas na terceira idade:

  • Realizar exercícios físicos que melhorem a coordenação, equilíbrio e força principalmente em membros inferiores;
  • Uma boa dieta alimentar também é importante;
  • Não se medicar sem a prescrição de um médico especialista;
  • Aumentar a luz em ambientes fechados;
  • Evitar ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Utilizar sapatos antiderrapantes;
  • Evitar deixar objetos em lugares altos;
  • Retirar moveis de corredores e passagens;
  • Não subir em cadeiras ou bancos;
  • Instalar corrimões em escadas e banheiros;
  • Evitar uso de tapetes pequenos;
  • Colocar interruptores de luz em locais de fácil aceso;
  • Deixar uma luz acesa iluminando o trajeto entre o quarto e o banheiro à noite;
  • Evitar deixar objetos no chão.

30% dos cerca de três milhões de idosos paulista sofrem de quedas ao menos uma vez por ano!

Então vamos cuidar dos nossos idosos, prevenir é o melhor remédio para evitar as quedas e suas conseqüências.

Uma boa semana e não esqueçam, sempre procure um profissional especializado no caso de dúvidas!

Drª Cristiane Lopes da Silva – fisioterapeuta especialista em Acupuntura e Pilates – blog http://acupunture-se.blogspot.com