Roteiro da boa mesa no Nordeste

Roteiro da boa mesa no Nordeste

O novo canal de turismo, Sun Channel, acaba de chegar ao Brasil, mas já tem espaço suficiente na bagagem para levar sua diversidade turística para os 20 países em que é exibido na América Latina – e seus 10 milhões de espectadores. A ideia é mostrar para o mundo o potencial do país de norte a sul, ampliando o leque de opções para os possíveis visitantes e, conseqüentemente, o volume de negócios. "O Brasil é um país para onde se pode viajar 10 anos consecutivos e a única repetição será, no máximo, o aeroporto de entrada", diz o diretor geral do Sun Channel Brasil, João Santana.

Santana, que há 15 anos trabalha com turismo e é especialista na promoção comercial internacional – foi chefe do escritório da Embratur na Espanha - acredita que o canal vá se tornar um aliado estratégico para a divulgação externa do Brasil, especialmente em virtude dos eventos internacionais em 2014 e 2016. "Estamos falando de um continente de ofertas turísticas, mas que ainda é um grande desconhecido para os viajantes. O Sun Channel chega para somar e para quebrar paradigmas", diz.

Para isso, vai firmar parceria com municípios ou governos estaduais e associados a órgãos como Embratur, secretarias de turismo e até de entidades privadas. Todo o conteúdo dos programas segue, assim, as estratégias de mercado e de imagem locais e, portanto, convergem com as necessidades de cada destino. O Sun Channel atinge um público com mais de 25 anos, formado por viajantes convictos – a ponto de assinar um canal voltado para o turismo -, e composto por homens e mulheres das classes A, B e C. Os programas chegarão ao mercado Latino Americano com informações e programações sobre destinos do Brasil, vôos, alojamentos e outros serviços.