Sistemas de irrigação aumentam o nível dos oceanos

Sistemas de irrigação aumentam o nível dos oceanos

De acordo com cientistas, não é apenas o derretimento das calotas polares o causador deste efeito

Quando se fala no aumento do nível dos oceanos, logo associamos o assunto às mudanças climáticas e ao subseqüente derretimento das calotas polares. Mas, de acordo com um novo estudo, esse fenômeno pode ter mais de uma causa. Cientistas da Universidade de Tóquio descobriram que a extração da água usada em sistemas de irrigação pode contribuir para que isso ocorra.

Eles descobriram isso a partir de uma conta matemática que não batia. Durante os últimos 40 anos o nível dos mares aumentou, em média, 1,8 milímetro por ano. Mas o derretimento das calotas só poderia ser responsável, por uma questão simples de física, por 1,1 milímetro desse crescimento. Então de onde vinha o resto da água que parava no mar?

A resposta é: da terra. A água doce que usamos para irrigar nossas plantações, é retirada de lençóis freáticos. Ela sai das profundezas e vai para as plantações, onde evapora ou vai parar nos rios e, consequentemente, nos mares. Os pesquisadores descobriram que a quantidade dessa água corresponde perfeitamente aos 0,7 milímetros “inexplicados” do nível das águas.

O uso dessas reservas subterrâneas de água praticamente dobrou nas últimas décadas, com a demanda por mais plantações gerada pela crescente população. De acordo com especialistas, isso serve como alerta para a lógica de produção de agricultores que consideram que, quando tiram a água do solo, não afetam um sistema maior.

 

 

Fonte:Redação Galileu